Como ajudar seu filho a desenvolver autoconfiança?

Postado em 30/01/2018

Como ajudar seu filho a desenvolver autoconfiança?

Autoconfiança é um ingrediente fundamental em todos os aspectos do desenvolvimento saudável da criança e essencial em seu sucesso escolar. Autoconfiança é crucial para que a criança se relacione com os outros e encare tantos desafios sociais como partilhar, competir e fazer amigos, que são apresentados nos ambientes escolares.

Mas como ela se desenvolve? Na maior parte, o senso de confiança da criança é moldado e nutrido (ou não) por aqueles que cuidam dela. Saiba como fazê-lo:

 

1 . Estabeleça rotinas para seu filho. Quando eventos são previsíveis, quando ocorrem em aproximadamente a mesma maneira no mesmo horário diariamente, a criança se sentirá mais segura, protegida, confiante e em controle de seu mundo. Ela sabe, por exemplo, que primeiro vem o banho, depois jantar, leitura e então hora de dormir. Ela percebe o que acontecerá em seguida e pode se preparar para essas mudanças. Se eventos diários parecem ocorrer randomicamente, isso pode causar muita ansiedade. Se a vida não faz sentido, explorá-la pode ser muito assustador. Quando a criança sabe o que esperar sente-se livre para brincar, crescer e aprender.

2. Permita e facilite muitas oportunidades para brincar. Brincar é como a criança aprende sobre si mesma, sobre os outros e sobre o mundo à sua volta. Pelo brincar, as crianças também aprendem como solucionar seus problemas e desenvolvem. Uma criança que pressiona o botão em um boneco que produz um agradável som está aprendendo que ela pode fazer algo acontecer. É também através do brincar que as crianças aprendem como é ser outra pessoa, experimentar novos papeis, elaborar sentimentos complicados, ser mais positivo, dominar os medos.

3. Ajude seu filho a aprender a resolver problemas. Auxilie-o a lidar com os problemas mas nem sempre resolva-os para ele. Mexa os blocos debaixo da torre para que ela fique mais estável, mas não coloque as peças para ele, deixe-o descobrir como estabelecer seu balanço. Dessa forma você fornece uma possibilidade de ele sentir-se bem sucedido. Dê dicas, sugestões, mas não faça por ele. O objetivo é guiá-lo e apoiá-lo nos seus esforços para solução de problemas.

4. Dê responsabilidade para seu filho. Sentir-se útil e necessário faz a criança se sentir importante e desenvolve a confiança. As tarefas, no entanto, devem ser apropriadas para a idade. Crianças muito novas podem, por exemplo, separar a roupa, ajudar a alimentar os animais de estimação, regar plantas, guardar os brinquedos. Seja específico e diga: “por favor, coloque cada guardanapo no prato” e não “me ajude a arrumar a mesa”. Comemore o sucesso de seu filho. Demonstre para ele que você reconhece que está crescendo e aprendendo ajuda a criar confiança. Encoraje seu filho a tentar dominar tarefas nas quais está se esforçando.

Seja um modelo você mesmo. Crianças estão sempre observando profundamente seus pais para dicas de o que fazer ou como se sentir sobre as diferentes tarefas e interações sociais. Quando for para aprender como lidar com emoções como sofrimento, raiva ou frustração, são eles aqueles a quem ela vai recorrer. Se conseguir moldar persistência e confiança em si mesmo, seu filho também aprenderá.

Se conseguir dizer para seu filho quando estiver brava: “Não gosto quando você joga uma bola em mim. Sei que está bravo e tudo bem. Mas jogar coisas machuca. Você pode me dizer que está bravo e bater nessa almofada se quiser fazer algo com seu corpo”, você não só estará se referindo a atitude de seu filho e também lhe oferecendo alternativas, mas da maneira que está lidando com a raiva dá a ele um modelo saudável de lidar com sentimentos fortes.

Outras Notícias

 

8 aprendizados que a disciplina traz ao seu filho
Postado em 15/02/2019

* Ter facilidade no relacionamento interpessoal - Ele vai saber ceder, negociar, lidar com a necessidade do outro.

* Ser mais equilibrado e responsável - Aprendendo a lidar com frustrações desde cedo, ele terá mais controle d...
leia mais »

O que fazer com os filhos nas férias?
Postado em 08/02/2019

Ele pode continuar aprendendo longe da escola e, o que é mais importante, estreitar laços afetivos que ficam um pouco esquecidos na correria do período letivo.

As férias se aproximam e os pais já começam a se desesperar: o que fazer com tanto te...
leia mais »

O papel da escola no incentivo à leitura
Postado em 01/02/2019

Imagine uma escola em que as crianças topam com um livro a toda a hora. Quando querem procurar algo para fazer, lá estão os exemplares, disponíveis. Se é hora de procurar informações, também estão eles lá, como opç&otild...
leia mais »